Sobrenatural Brasil
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Vampiros reais

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ir em baixo

default Vampiros reais

Mensagem por † Lobo † em Qui 7 Mar 2013 - 15:17

De acordo com algumas lendas, um vampiro é uma entidade mitológica que se alimenta de sangue. Confira uma galeria de pessoas sinistras que são realmente os vampiros da vida real:

VLAD III (1431-1476)
Vampiros reais 111
Nascido na região da Transilvânia, o príncipe Vlad III foi um guerreiro implacável. Na defesa do seu reino ele matou mais de 40 mil inimigos – boa parte foi empalada viva! Ele introduzia uma estaca no ânus da pessoa ainda viva, transpassando até o tórax. Por isso, ele recebeu o sobrenome de Drácula (filho do dragão). Foi ele que inspirou Bram Stoker a criar o personagem Conde Drácula.

ELIZABETH BATHORY (1560-1614)
Vampiros reais 210
Nascida na Eslováquia, a condessa Bathory era louca por sangue. Após a morte do marido, ela ficou maluca e passou a se banhar com sangue de jovens virgens para preservar sua juventude. Muitas vezes as vítimas eram espancadas e jogadas nuas na neve para congelar até a morte. Estima-se que ela sacrificou mais de 600 pessoas até ser condenada à prisão perpétua em 1610. Essa história até inspirou um filme: “A Condessa Drácula” em 1971.

TRACEY WIGGINTON (1991-…)
Vampiros reais 310
Essa australiana entrou para a história por ter matado um homem para beber seu sangue. O assassinato foi parte de um ritual satânico com a participação de outras três mulheres. Ela foi a autora das 27 facadas que tiraram a vida de Baldock (o homem que elas beberam o sangue). Tracey admitiu que cometeu o crime para saciar sua sede sanguinolenta. Esse caso ocorreu em 1991.Quando a vampira foi condenada a prisão perpétua ela tinha 25 anos.

PETER PLOGOJOWITZ ( 1666-1728)
Vampiros reais 410
O ano terminava em 666. Esse caso foi um dos primeiros casos de vampirismo documentados. Aconteceu num pequeno vilarejo na Sérvia. Segundo relatos, após sua morte, Peter apareceu para o filho pedindo comida. Espantado, o seu filho negou o pedido e alguns dias depois o menino apareceu morto. Depois desse facto, no mesmo vilarejo, várias pessoas morreram com sinais de perda de sangue. Quando o corpo de Peter foi exumado, os olhos estavam abertos e tinha sangue fresco na boca. Até um jornal local relatou esse caso. Bastou isso para se crer que ele era um vampiro. Uma estaca foi cravada no seu peito e seu corpo foi queimado. Depois disso, não houve mais mortes por essa causa na região.

HENRI BLOT (1886-?)
Vampiros reais 510
No dia 25 de março de 1886, o francês Henri Blot foi ao cemitério da sua cidade e violou o corpo de uma bailarina, morta no dia anterior. Três meses depois, fez sexo com um cadáver de outra jovem morta e bebeu seu sangue. Só que o maluco acabou dormindo ao lado da sepultura da menina e foi preso na manhã seguinte. Durante o julgamento, ele afirmou que precisava de sangue para viver. Foi condenado a apenas 2 anos de prisão por violação de sepultura e depois de cumprir a pena ele sumiu, sem deixar vestígios.

JOHN GEORGE HAIG (o Vampiro de Londres)
Vampiros reais 610
A biografia desse inglês é tão assustadora que ele ganhou até estátua no Museu de Cera. O problema começou na infância, quando ele mutilava os próprios dedos para beber o sangue. Aos 40 anos, foi condenado à forca por ter assassinado cruelmente nove pessoas. Ele cortava o pescoço das vítimas, bebia o sangue todo e derretia seus corpos numa tina de ácido. Na hora de sua execução, em 1949, ele gritou: “Deus, salve meu filho da maldição do Drácula!“.

RICHARD TRETON CHASE (1950-1980)
Vampiros reais 710
Esse maluco pensava que o seu sangue estava envenenado e passou a matar coelhos, cães e vacas para beber “sangue limpo”. Logo passou também a tomar sangue humano. Foi às ruas e esquartejou seis pessoas num mês. Após esquartejá-las ele bebia o sangue das vítimas e guardava partes dos corpos no congelador para comer depois. Esse homem bizarro foi preso e condenado à morte na câmara de gás. Mas ele matou-se bem antes, com uma overdose de antidepressivos.

PETER KÜRTEN (O Vampiro Alemão)
Vampiros reais 810
Este serial killer sentia um enorme prazer quando via o sangue jorrando do corpo das vítimas, geralmente crianças. Ele estuprava e esfaqueava até atingir o orgasmo. Portador de uma patologia denominada hematomania, também costumava beber o sangue das suas vítimas. Depois de vários assassinatos, foi preso e condenado à morte por decapitação, aos 48 anos.A sua história serviu de inspiração para o director Fritz fazer o filme "M".
Bom Medo ExtremoVampiros reais Novas10
Fonte: paranoia.com
† Lobo †
† Lobo †
ADMINISTRADOR

Mensagens : 2181
Data de inscrição : 28/11/2011

Ver perfil do usuário https://www.sobrenaturalbrasil.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum