Sobrenatural Brasil
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Tudo Sobre a Inquisição

Ir em baixo

default Tudo Sobre a Inquisição

Mensagem por Filipee '-' em Sab 10 Dez 2011 - 2:14

Tudo Sobre a Inquisição Entre149

Conhecido também como Santo Ofício, a Inquisição era um instituição dos tribunais da Igreja Católica que julgavam e puniam pessoas acusadas de se desviar do caminho de Deus.

Tiveram 2 versões, a da Idade Média nos séculos XIII e XIV, e a Inquisição Moderna em Portugal e na Espanha que durou do século XV até o século XIX!

Começou em 1231 quando o Papa Gregório IX criou um orgão para investigar suspeitos de heresia, pois ele estava preocupado com o crescimento das seitas religiosas.

Qualquer pessoa que professasse práticas diferentes das reconhecidas como "cristãs" era considerada herege. Atuando na Itália, França, Alemanha e Portugal, a Inquisição Medieval tinha penas mais leves, sendo a mais comum a excomunhão. (Tortura passou a ser autorizada pelo Papa a partir de 1252 para arrancar confissões).

A segunda "era" da Inquisição veio com toda força começando na Espanha em 1478. Os alvos eram principalmente Judeus e Cristãos-novos(Recem convertidos acusados de continuarem praticando o Judaísmo)

Com apoio dos reis o Santo Ofício ganhou força e passou a considerar heresia qualquer ofensa "a fé e aos costumes católicos". Quem usasse toalhas limpas no começo do sábado ou não comesse carne de porco era acusado de Judaísmo. Depois a lista de perseguidos foi ampliada para incluir protestantes, iluministas, homossexuais e bígamos.

As punições passaram a ser mais pesadas como a famosa "Morte na Fogueira", tinha também prisão perpétua e confisco de bens. A crueldade dos inquisidores cresceu tanto que o próprio Papa pediu aos espanhóis que diminuíssem o banho de sangue.

O Julgamento:

Os monges do Santo Ofício chegavam a aldeia e reunia toda população na igreja. No período de Graça(que durava 1 mês) convidavam os pecadores a admitirem seus pecados. Quem se confessava não recebia penas severas.

Quem não aproveitasse essa chance podia ser denunciado. O pânico nessa época era grande porque a inquisição incentivava e premiava a delação. Quando alguém era acusado ele era interrogado e dificilmente conseguia se salvar. Não tinha direito a um advogado, e muitas vezes era colocado atrás dele um espião que faziam torturas para conseguir as confissões.

As Torturas:

Variavam de acordo com a heresia. As mais leves deixavam os acusados acorrentados sem comer nem dormir por vários dias. Mas existiam outros bem piores como "O Potro e a "Extensão", normalmente o carrasco fazia uma demosntração de como funcionava essas técnicas para ver se o acusado se confessava antes de receber a tortura na prática.

O Potro:

O acusado era preso com um anel de ferro no pescoço e nos braços em uma cama, e 8 cordas eram passadas pelo seu corpo. Ao sinal do inquisitor o carrasco puxava as cordas que chegavam a entrar na carne do acusado fazendo jorrar sangue, até que ele confessasse ou perdesse a consciência.

Tudo Sobre a Inquisição Entre147

A Extensão:

Cordas puxadas por um torniquete faziam os punhos se aproximarem um do outro por trás. As mãos do condenado se tocavam, isso fazia os ombros se deslocarem. Essas torturas foram descritas pelo Jean Coustos, Mestre de uma loja maçônica que acabou confessando seus "pecados" e foi condenado a trabalhos forçados.

As Sentenças:

A sentença era divulgada em público normalmente com o rei presente. As penas iam da excomunhão até a morte na fogueira. Se o condenado se confessasse até o pé da fogueira, e se sua conversão a fé católica fosse considerava verdadeira ele podia trocar a morte pela prisão perpétua.

Caso contrário era queimado vivo na fogueira. Se eles descobrissem defuntos que haviam sido hereges, o cadáver era desenterrado e queimado também.

Tudo Sobre a Inquisição Entre148

Frei dominicano Tomás de Torquemada (Hitler da Inquisição)

Nos registros históricos ele foi o inquisitor geral da Espanha. Autorizou a tortura para obter confissões, ampliou a lista de heresias e pressionou o rei a trocar tolerância religiosa pela perseguição aos Judeus e aos hereges. Responsável por mais de 170 mil judeus expulsos da Espanha e 2 mil mortes na fogueira.

Gatos Pretos

Você tem medo de Gato Preto? Ele também é vítima da Inquisição. Na idade Média como os gatos tinham hábitos noturnos, por isso passaram a acreditar que ele tinha pacto com o demônio. Se fosse preto então ele era das trevas. O Papa Inocêncio VIII incluiu o Gato Preto na lista de perseguidos pela Inquisição.

Em 1560 um gato preto ferido a pedradas conseguiu se esconder na casa de uma velhinha que dava abrigo aos gatos. No dia seguinte a velhinha apareceu com machucados, assim o povo concluiu que ela era uma Bruxa e se transformava em gato a noite... 

Não preciso contar o que aconteceu com ela não é ? O gato também era incluído no paganismo, já que era reverenciado como divindade principalmente entre povos antigos como os Egípcios. É dai que vem as lendas e o medo do Gato Preto...

A caça aos gatos só terminou em 1630 quando o rei Luís XIII proibiu a perseguição aos bichos.

Tudo Sobre a Inquisição Entre150
Filipee '-'
Filipee '-'
MEDIUM

Mensagens : 76
Data de inscrição : 01/12/2011
Idade : 24
Localização : Camaquã RS

Ver perfil do usuário http://sobrenaturalbr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum