Sobrenatural Brasil
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

A FÃ!

Ir em baixo

default A FÃ!

Mensagem por † Lobo † em Ter 7 Fev 2012 - 0:04

Me contaram essa historia numa viagem que fiz ao litoral norte de SP em meio a um luau na areia, eu achava besteira esses tipos de historias (até acontecer comigo).

Conta-se q ha mais ou menos uns 9 anos atrás, houve um show da banda Legião Urbana em São Paulo, e q uma garota q morava na Zona Leste da cidade, mais precisamente no bairro da Penha, era muito fã da banda, e nunca tinha ido a um show deles. No dia do show e combinou com seu namorado e alguns amigos de se encontrarem em frente ao cemitério do bairro, como faziam sempre q saíam. Pouco antes do show, se encontraram no local e foram para o show. No meio do evento, a garota sentiu se mal e foi ao banheiro, quando voltou encontrou seu namorado aos beijos com sua amiga. Abalada com o fato, ela saiu no meio do show e foi para casa. Bem em frente ao cemitério do bairro onde costumavam se encontrar, ele resolve parar, e tomar uma atitude pouco inteligente. Ela se atirou contra um ônibus que vinha em alta velocidade na avenida que passa em frente ao cemitério, os mais velhos do bairro contam q ela morreu brutalmente esmagada entre as rodas do ônibus. Pelo fato dela ter cometido suicídio, dizem q seu espírito vaga até hoje em frente ao cemitério toda sexta feira entre 23:00 e 23:30 devido ao horário de sua morte. Bom gente, essa é a historia, mas o que fez eu acreditar nela foi exatamente o fato de eu querer comprovar a historia. Como hoje eu moro na zona leste de São Paulo e perto do bairro da Penha, fui num dia desses passar a noite no ap. de um amigo meu q mora praticamente em frente ao cemitério onde deu origem à historia. Exatamente às 23:00, saímos do ap. e fomos para frente do cemitério(na verdade estávamos indo tomar umas), quando começamos a andar na calçada de frente do cemitério vimos uma garota sentada na guia da calçada pouco mais a frente de nós. Ela estava abraçada aos seus joelhos quando levantou a cabeça, nos olhou e nos pediu um cigarro. Eu cedi um cigarro a ela e já tendo a certeza de que aquela historia não passava de besteira, mas ainda com um pouco de cautela, eu quis conversar com ela e perguntei se ela estava sozinha. Ela me respondeu e sim, mas estava esperando o namorado. Com um pouco de pressa eu me despedi dela e seguimos o nosso caminho, logo depois q eu me virei e comecei a ir embora, ela começou a cantar uma musica da Legião Urbana, (Pais e Filhos exatamente), foi então que nos viramos para olhar a garota cantar, "foi aí q veio o baque", a avenida estava deserta sem ninguém e nenhum carro a vista e mesmo assim a voz da garota continuava a cantar sempre o mesmo refrão:

"É PRECISO AMAR AS PESSOAS COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ. . . "

Eu nunca mais passei a pé por ali, mas eu não fui o único q viu a garota, outras pessoas do bairro já conhecem essas historia, mas se você não acredita e mora em São Paulo, pode conferir, o cemitério da Penha existe, e tudo mais q esta relatado aqui.

Rodrigo - São Paulo - S.P.
Bom Medo ExtremoA FÃ! Novas10
Fonte: alemdaimaginacao.com
† Lobo †
† Lobo †
ADMINISTRADOR

Mensagens : 2240
Data de inscrição : 28/11/2011

Ver perfil do usuário https://www.sobrenaturalbrasil.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum