Sobrenatural Brasil
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

O APARTAMENTO SINISTRO

Ir em baixo

default O APARTAMENTO SINISTRO

Mensagem por † Lobo † em Qua 29 Ago 2012 - 23:53

"Não importa onde: na floresta, na cidade, em uma casa ou em um apartamento, quando as portas para o além se abrem, nunca se sabe o que virá, e nem tão pouco o que irá acontecer!"
O APARTAMENTO SINISTRO Aparta10
=================================================================================

Bem, estou aqui novamente para continuar a contar os acontecimentos sinistros que aconteceram em minha vida.
Comecei contando esses fatos em meu primeiro relato, que foi "A Casa do Mal" e depois continuei em "O Apartamento Sinistro".

Após passar por maus bocados nas casas em que morei anteriormente, me mudei para São Paulo em um apartamento, pois como morava sozinha achei que seria mais seguro morar em um apartamento do que em uma casa.
Nos primeiros meses foi uma paz total, sem sustos e nem nada de anormal. Não haviam barunhos estranhos, vultos e nada do tipo. Mas depois de algum tempo a alegria acabou.
Começaram novamente a acontecer fatos estranhos, e dessa vez parecia que as forças malígnas estavam mais fortes.

Primeiro comecei à escutar pessoas me chamando do lado de fora da porta do apartamento, mas não era uma voz humana comum, era uma voz demoniaca, meio rouca, grave e profunda.
Quando eu ia ver o que era, não havia nada lá.
Em seguida percebi que as trancas das portas estavam se mexendo sozinhas e em certos momentos meus cachorros começavam a latir olhando para uma parede como se houvesse alguém ali, mas não havia nada.
Parecia cena de filmes de terror. E eu sozinha no apartamento não sabia o que fazer. Ficava totalmente apavorada.

Em uma certa noite quando eu já estava dormindo, acordei com uma voz me chamando e ao mesmo tempo um barulho como se fosse alguém mexendo nas trancas das portas, só que desa vez a voz e os barulhos vinham de dentro do quarto e isso tudo às 3 da madrugada. Entrei em desespero, saí correndo do apartemento e desci para a portaria do predio.
Não queria mais voltar lá de jeito nenhum.
Acabei dormindo sentada na mesa da portaria de tanto medo que eu estava.
Quando clareou o dia, acabei voltando para o apartamento, pois não tinha outro lugar para ir, e afinal, esse era o meu lar.

Era sempre assim. Esses fatos assombrosos se repitiam da mesma forma, até chegar ao ponto em que eu achava que estava ficando louca. De saco cheio disso tudo, em um certo dia fui à outro Centro para ver se alguém poderia me dizer o que eu poderia fazer para me livrar disso tudo.
Cheguei ao Centro Espírita e não contei detalhes à moça que me atendeu, portando ela sabia pouco sobre o que acontecia.
Então ela me orientou, dizendo que me colocaria em um cômodo onde ela recebia espiritos e que haveria alguns procedimentos
E assim foi. Ela me colocou no cômodo e passou várias pipocas em mim, ao mesmo tempo em que pronunciava algumas palavras que eu não entendia muito bem. Acho que ela estava rezando para os espiritos, não sei.

Em seguida ela saiu do cômodo e disse que eu teria que ficar lá por uns 10 minutos sozinha e no escuro, e que não poderia sair de lá, acontecesse o que fosse, mesmo que se eu ouvisse algum barrulho ou visse alguma coisa estranha.
Ou seja, a regra era para que eu ficasse quieta e não fizesse nada.
Então ela fechou a porta e eu fiquei naquele cômodo sozinha e no escuro. Após alguns instantes, começaram a cair coisas pelo cômodo todo, e surgiram alguns barulhos como se fossem pessoas andando lá dentro.
Foram 10 minutos de horror.
Quando ela entrou no cômodo, ela juntou as pipocas que haviam caído e olhava para elas como se estivesse olhando para alguém.
Então ela me disse que haviam muitos espíritos junto de mim, mas havia um em especial, e ela descreveu esse espírito, e segundo sua descrição, só podia ser um amigo meu que havia morrido à alguns anos.
Segundo ela, esse espírito estava perto de mim para me proteger dos espiritos malígnos que queriam fazer mal para mim. No entanto esse espírito do meu amigo acabava me prejudicandol por estar comigo dia e noite, sem dar descanso.

Ela fez alguns procedimentos e acabou conseguindo tirar todos os espiritos maus de perto de mim, mas também acabou tirando o espirito bom (do meu amigo), o qual estava me ajudando, pois além de estar me prejudicando, precisa seguir seu caminho para a luz e descansar.
A moça também descreveu os espíritos que estavam me fazendo mal. Eles estavam nas casas em que morei, e acabaram me acompanhando para onde eu fosse. Seu objetivo era a realização de coisas malígnas, como morte e serparação.
Depois de tudo o que a moça fez no Centro Espírita, graças a Deus todas aquelas grandes perturbações acabaram.
Eu estava tão perturbada com aqueles fatos assombrosos que aconteciam, que cheguei à sentir vontade até de me matar para conseguir me livrar de todo aquele sofrimento, pois eu não tinha paz em momento algum.
E tudo se tranquilizou, pelo menos grande parte. As vezes eu ainda via algo ou ouvia algum barulho estranho, mas não como antes.
E finalmente tudo isso acabou de forma definitiva quando fui mãe.
Eu acredito que nesse momento eu fui abençoada e nunca mais vi nem ouvi nada sobrenatural.
Mas até minha filha nascer ainda aconteciam algumas coisas estranhas, mas nada que incomodasse ou me fizesse mal.
Meu marido já chegou a passar algumas cenas de terror comigo, mas isso já faz 6 anos e nunca mais aconteceu.

Essa foi minha história verídica. Acreditem, passei realmente por tudo isso, por incrível que pareça.

Fernanda Alves - São Paulo - SP - Brasil
Bom Medo ExtremoO APARTAMENTO SINISTRO Novas10
Fonte: alemdaimaginacao.com
† Lobo †
† Lobo †
ADMINISTRADOR

Mensagens : 2240
Data de inscrição : 28/11/2011

Ver perfil do usuário https://www.sobrenaturalbrasil.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum